Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

GTranslate

pten

Opções de acessibilidade

 
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Unifesspa sedia encontro da Comissão Estadual da Verdade

  • Publicado: Quarta, 11 de Novembro de 2015, 18h06
  • Última atualização em Quinta, 04 de Agosto de 2016, 11h59
  • Acessos: 1345

O encontro tem como tema 'A Guerrilha do Araguaia: Camponeses e Indígenas e a Repressão Política na Amazônia', no sábado, dia 14, às 9 h. Evento é aberto a toda sociedade no Campus 1.

A Comissão de Anistia do Ministério da Justiça, a Comissão Estadual da Verdade e Memória, a Unifesspa (Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará) e demais parceiros relacionados à área de direitos humanos no âmbito nacional, estadual e local, promovem o Encontro da Comissão Estadual da Verdade, no período de 14 a 19 de novembro próximo, em Marabá, Palestina do Pará e São Geraldo do Araguaia.
A abertura do encontro acontece no Campus 1, da Unifesspa (Folha 31, Nova Marabá) em Marabá, no sábado, dia 14, às 9h. O tema do encontro é 'A Guerrilha do Araguaia: Camponeses e Indígenas e a Repressão Política na Amazônia'.
São esperadas as participações de Ana Maria, da Comissão de Anistia do Ministério da Justiça; Sezostrys Alves da Costa, da Associação dos Torturados na Guerrilha do Araguaia (ATGA); Marcelo Zelic, Vice-presidente do Grupo Tortura Nunca Mais-SP e membro da Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo e Coordenador do Projeto Armazém Memória; e Egídio Salles Filho, Presidente da Comissão da Verdade do Pará (CEV-PA).
Depois da abertura, acontecerá uma série de atividades relacionadas principalmente ao trabalho de oitivas de testemunhas, que será das 11 h às 13 h e das 15 h às 20 h. No encerramento do primeiro dia de trabalho acontecerá uma programação cultural a se iniciar às 20h30.
No domingo, novas pessoas serão ouvidas pela Comitiva. E às 15h acontecerá a instalação do Grupo de Trabalho Indígena da Comissão da Verdade do Pará
com a participação das etnias Aikewara, Gavião, Parakanã e Assurini; Funai, Unifesspa, Marcelo Zelic, CEV-PA e UEPA (Universidade Estadual do Pará).

Palestina do Pará
Na segunda-feira, 16, a comitiva se desloca para Palestina do Pará. Lá, ao longo do dia acontecem oitivas de testemunhas (das 9h até às 17h) na sede da Secretaria de Saúde de Palestina do Pará.
A programação prevê a instalação oficial da Comissão da Verdade da Palestina do Pará, à noite e em seguida a exibição do documentário 'Araguaia, Campo Sagrado' do professor universitário da Unifesspa Evandro Medeiros, em praça pública.

São Geraldo do Araguaia
Na terça-feira, dia 17, a partir das 15h, em São Geraldo do Araguaia no Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará/SAGA acontece a abertura dos trabalhos seguida da oitiva de testemunhas, no horário das 16h às 20h. Uma programação cultural está prevista para as 20h30min.
Noutro dia, 18/11, prosseguem as oitivas de testemunhas em São Geraldo do Araguaia, divididos em dois turnos: 09h às 12h e das 14 às 18h. Uma nova programação cultural encerra o dia de trabalhos.

Marabá novamente
Na quinta-feira, dia 19/11, às 10 h, em Marabá, no Campus 1 da Unifesspa acontece a Sessão Temática sobre a 'Casa Azul'. Em debate estarão integrantes da Unifesspa, CEV-Pa, Armazém Memória, Prefeitura de Marabá, Comissão da Anistia (CA/MJ), UEPA.
À tarde, a partir das 15 h, uma Sessão Temática do Grupo de Trabalho do Campo da CEV-Pa ''As Chacinas nos Castanhais Ubá e Princesa", com a participação da Comissão Pastoral da Terra (CPT), Unifesspa, CEV-Pa, CA/MJ e SDDH. As 19 h  acontece a Programação Cultural de encerramento do evento.

Casa Azul
A “Casa Azul” – maior centro de torturas e mortes de militantes políticos no período da ditadura militar (1964-1985)- é localizada no Km 01 da rodovia Transamazônica,  atualmente abriga a sede o Departamento de Nacional de  Infraestrutura de Transportes (Dnit) de Marabá. Durante a década de 1970, foi utilizada pelo Centro de Formação de Exército (CIE) como centro de prisão ilegal do PCdoB  e camponeses que apoiavam a Guerrilha do Araguaia.

Conheça parte do trabalho da CEV-PA em:

 https://www.facebook.com/comissaodaverdadepara/

0
0
0
s2sdefault
registrado em:
Fim do conteúdo da página