Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

GTranslate

pten

Opções de acessibilidade

 
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Docentes discutem experiência do PLE e avaliam propostas para novo período letivo

  • Publicado: Sexta, 26 de Fevereiro de 2021, 17h18
  • Última atualização em Segunda, 01 de Março de 2021, 09h59
  • Acessos: 454

reuniao proeg ple2A Pró-Reitoria de Ensino de Graduação (Proeg) da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa) tem realizado, ao longo das duas últimas semanas, debates com docentes dos diversos institutos da universidade. O objetivo é analisar a experiência do período letivo emergencial (PLE) e discutir contribuições para a formulação de uma nova resolução, que definirá os contornos do novo período letivo.

Diante da gravidade do cenário atual da pandemia da Covid-19 na região Sul e Sudeste do Pará e no Brasil, como um todo, a Unifesspa tem se adiantado em relação aos próximos períodos de 2021. Dados sobre mortes e casos de Covid-19, além de informações sobre a rede de saúde e do andamento do plano nacional de imunização apontam para a continuidade do ensino remoto.

Até agora, a Proeg já realizou seis reuniões com docentes de todos os 11 Institutos da Unifesspa. Nos encontros, dados da pesquisa realizada com professores e alunos sobre o PLE são apresentados e colocados em discussão. Ao mesmo tempo, docentes apresentam suas experiências. “Posso dizer que fiquei feliz com o resultado da minha experiência com o PLE. Apesar da ansiedade do início, por ser uma novidade, entendi que essa experiência deveria estar sempre acompanhada do espírito de teste, flexibilidade, cooperação”, afirma o professor Rogério Ruas, do Instituto de Ciências Sociais Aplicadas (ICSA), de Rondon do Pará.

Mesmo com as expectativas superadas, ele ressalta que alguns aspectos ficaram evidentes com o ensino remoto, como, por exemplo, a necessidade ainda maior de preparo das aulas. Quanto aos alunos, o professor percebeu o cansaço deles com a interação virtual, não necessariamente relacionada às aulas. “Essa sensação pode sinalizar que nossos cuidados e planejamentos em relação às aulas devem ser maiores do que já vêm sendo tomados”, disse.

Particularidades como atividades de campo e laboratoriais tem recebido especial atenção, uma vez que esses componentes curriculares são primordialmente presenciais. No entanto, o cenário sanitário da pandemia ainda pede cautela e amplo debate sobre esse assunto seguirá em pauta nas próximas reuniões. "Ainda não é possível ter uma definição sobre o tema, mas, no momento, prepondera a percepção e ciência sobre o risco do retorno presencial, por menor que seja a turma". 

Como encaminhamento das reuniões realizadas, ficou definido a criação de um Grupo de Trabalho (GT) que contará com a participação de representantes dos 42 de graduação da Unifesspa. “O Grupo de Trabalho irá propor reformulações no questionário de avaliação do PLE e vai discutir a Resolução do próximo Período Letivo (2020.4). Além disso, os membros vão pensar e definir as atividades de formação que serão ofertadas nos próximos meses”, finaliza o Pró-Reitor de Ensino de Graduação, prof. Denilson Costa.

reuniao proeg ple

0
0
0
s2sdefault
registrado em:
Fim do conteúdo da página