Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

GTranslate

pten

Opções de acessibilidade

 
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Toma posse a nova direção do Instituto de Estudos em Desenvolvimento Agrário e Regional

  • Publicado: Sexta, 06 de Novembro de 2020, 13h09
  • Última atualização em Quarta, 18 de Novembro de 2020, 10h48
  • Acessos: 501

destaque posse direcao iedarEntender a universidade como espaço coletivo para construção de caminhos voltados à promoção da justiça social, maior igualdade e oportunidades. Foi com esse compromisso que os professores Daniel Nogueira e Karen Cristina Pires assumiram, respectivamente, os cargos de diretor-geral e diretora-adjunta do Instituto de Estudos em Desenvolvimento Agrário e Regional (IEDAR) da Unifesspa, para o quadriênio 2020-2024.

A cerimônia de transmissão de cargo ocorreu na noite desta quinta-feira (5) e foi transmitida, ao vivo, pela internet. Além dos empossados, participaram da solenidade o professor Giliad Silva, que deixa a Direção-Geral do IEDAR, e a vice-reitora da Unifesspa, profa. Lucélia Rabelo.

Doutor em Economia do Desenvolvimento, Daniel Nogueira é professor da Unifesspa desde 2017. Nogueira desempenhava a função de Coordenador de Programas de Formação e Concursos da Pró-Reitoria de Ensino de Graduação (Proeg). Já a professora Karen Cristina é doutora em Ciências de Florestas Tropicais e faz parte do quadro da Unifesspa desde o ano passado, sendo atualmente lotada na Faculdade de Ciências Agrárias.

Giliad Silva iniciou seu pronunciamento parabenizando o processo de transmissão de cargo. Ele destacou que o IEDAR, apesar de novo, é um Instituto engajado e atuante, com enorme envolvimento com a região. O professor agradeceu aos técnicos administrativos, estudantes e professores que colaboraram para desenvolvimento do Instituto nesses últimos anos. “Encerro esse período de gestão, de muita experiência e aprendizado, tendo a plena convicção que assim será com os professores Daniel e Karen. Parabéns”, disse.

Já empossada, a diretora-adjunta falou sobre o sentimento de poder contribuir com a premissa e essência do IEDAR, de promover o desenvolvimento sustentável e justo da região sul e sudeste do Pará. “O conhecimento construído pela universidade, entre outras formas, a partir do ensino, pesquisa e extensão, deve ser a nossa principal arma para lutar contra a injustiça social, ambiental e econômica. E, também, deve ser a principal ferramenta de desenvolvimento de regiões e de pessoas”, declarou Karen.

O professor Daniel Nogueira ressaltou os desafios em assumir um cargo de gestão nesse momento de muitas incertezas, em um ano marcado pela pandemia e complexa situação política no Brasil e no mundo. “Diante de tamanho desafio colocado, nesse momento, há um medo, mas ao mesmo tempo um sentimento de muita esperança, que se firma pela compreensão do papel que a universidade pública brasileira pode desempenhar em contextos como esses que estamos vivendo”, disse.

Finalizando os pronunciamentos, a vice-reitora Lucélia Rabelo destacou os progressos e as conquistas alcançadas pelo Instituto nos últimos anos, e parabenizou toda a equipe da gestão que se finda. “Gostaria de firmar e reiterar o compromisso da reitoria em fortalecer, cada vez mais, a universidade, os nossos cursos e projetos de sociedade”, finalizou.

0
0
0
s2sdefault
registrado em:
Fim do conteúdo da página