Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

GTranslate

pten

Opções de acessibilidade

 
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Recursos para pós-graduação: Unifesspa tem propostas aprovadas no Programa da Capes "Amazônia Legal"

  • Publicado: Quarta, 02 de Setembro de 2020, 18h08
  • Última atualização em Quarta, 02 de Setembro de 2020, 20h59
  • Acessos: 656

02092020 foto dentro materia amazonia legalA Unifesspa conseguiu a aprovação das três propostas submetidas ao Programa de Desenvolvimento da Pós-Graduação (PDPG) na Amazônia Legal, da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). O resultado preliminar foi divulgado nesta quarta-feira (2), no Diário Oficial da União. Trata-se de uma importante conquista para fortalecer programas de pós-graduação na Unifesspa, com ações de impacto regional.

Em todo Brasil foram 80 projetos apresentados à seleção, regida pelo Edital nº 13/2020. Cada proposta contará com um investimento total de até R$627 mil, sendo R$200 mil em recursos de custeio, até duas bolsas de mestrado, por 24 meses, duas de doutorado, por 36 meses, e quatro de pós-doutorado, por um ano. O resultado final está previsto para ser divulgado ainda em setembro e a implementação dos projetos deve começar a partir de outubro deste ano.

Foram contemplados os projetos que visam a consolidação e fortalecimento dos programas de pós-graduação em Quimica; Educação em Ciências e Matemática; e Dinâmicas Territoriais e Sociedade na Amazônia/Letras. A Unifesspa propôs projetos nas áreas temáticas definidas pelo edital, sendo uma de Biotecnologia e duas propostas na área de Diversidade Sócio Cultural, sustentabilidade e atividades socioeconômicas.

“Trata-se de uma importante conquista para a Unifesspa e para a ciência produzida na nossa região. O PDPG/Unifesspa vai promover a formação de recursos humanos altamente qualificados, a fixação de pesquisadores de alto nível, fortalecer a cooperação internacional e a ampliação da produção cientifica. O incentivo de agências como a Capes cumpre papel importante nesta busca constante pela qualidade da pós-graduação, apontando a necessidade de transformação, consolidação e crescimento em alguns programas”, destacou o reitor, Maurílio Monteiro.

Com foco em pesquisas relacionadas à Amazônia, a seleção considerou como área estratégica: biotecnologia, biodiversidade, conservação e recuperação ambiental, saúde pública, doenças tropicais e tecnologias para o trabalho em saúde, combate e prevenção voltados ao enfrentamento de epidemias, engenharias, tecnologia de informação e comunicação, clima, energia e recursos hídricos, produção animal e vegetal sustentável, e diversidade sócio cultural, sustentabilidade e atividades socioeconômicas.

Para a pró-reitora de Pós-graduação, Pesquisa e Inovação Tecnológica (Propit) da Unifesspa, Cindy Fernandes, este é um momento para apreciar cada vez mais a importância da pós-graduação para o avanço da ciência. "A busca pela qualidade da pós-graduação é um processo contínuo, que exige dedicação e avaliação constante. Em meio ao quadro de assimetrias da pós-graduação no Brasil, com esse resultado, a Unifesspa está contribuindo para fortalecer a representatividade das instituições da Amazônia Legal na pós-graduação brasileira. Essa conquista servirá para a Unifesspa avançar mais ainda e desbravar novas fronteiras, unindo sabedoria, competência, qualidade e criatividade de muitas mentes pensantes. Estamos mantendo o que já conquistamos e seguimos aprendendo e avançando", comemorou.

Ascom Unifesspa com Redação CCS/CAPES

 

0
0
0
s2sdefault
registrado em:
Fim do conteúdo da página