Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

GTranslate

pten

Opções de acessibilidade

 
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Unifesspa integra pesquisa internacional sobre narrativas históricas nos livros didáticos

  • Publicado: Terça, 11 de Fevereiro de 2020, 11h22
  • Última atualização em Terça, 11 de Fevereiro de 2020, 14h20
  • Acessos: 1137

erinaldo p materiaA Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa) está entre as 20 universidades participantes do projeto internacional “Las Ciencias Sociales en lo àmbito iberoamericano: análisis de libros de texto”, desenvolvido pela Universidad de Zaragoza, na Espanha. A Unifesspa e a Universidade Federal do Paraná (UFPR) são as únicas no país a integrar o projeto, que envolve outros seis países iberoamericanos. 

A participação da Unifesspa se dá por meio do Laboratório e Grupo de Pesquisa Interpretação do Tempo: ensino, memória, narrativa e política (iTemnpo), coordenado pelo Prof. Dr. Erinaldo Cavalcanti. O objetivo dos pesquisadores é entender como fatos considerados essenciais na história da América Latina e parte da Europa são ensinados por meio dos livros didáticos. Nesses estudos, serão analisadas as representações e narrativas adotadas nos textos escolares sobre questões ligadas à democracia, à ditadura, às minorias, personagens, paisagens históricas, entre ourtros temas e eventos.

Na Unifesspa, o grupo de estudos liderado pelo professor Erinaldo vem se destacando na produção de pesquisas dentro dessa temática e, por essa razão, o professor foi convidado a integrar o projeto. “O livro didático continua sendo, não só no Brasil, o instrumento de trabalho mais importante de uma larga maioria dos professores. Isso demonstra a grande importância de se entender esse material e essas narrativas. É por meio desse instrumento que os jovens estudantes em processo de escolarização têm acesso às histórias do seu país e do mundo, então, compreender como essa narrativa é constituída é de fundamental importância", explicou o professor Erinaldo Cavalcanti. 

No final do ano passado, ele se reuniu com o grupo de pesquisadores, em Barcelona, onde foram iniciados os diálogos e demarcadas as atividades do projeto. "No final de fevereiro, será feito o primeiro compartilhamento em dados desse processo de catalogação, de construção das informações. A universidade passa a agregar uma das instituições parceiras e a gente espera elevar o nome da nossa universidade. Um dos objetivos a médio prazo é criar as condições para a circulação de pesquisadores, mestrandos e até mesmo graduandos que tenham como foco de pesquisa essa questão ligada a livros didáticos", concluiu Cavalcanti, destacando a importância do projeto para a internacionalização das ações desenvolvidas na Unifesspa.

0
0
0
s2sdefault
registrado em:
Fim do conteúdo da página