Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

GTranslate

pten

Opções de acessibilidade

 
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Comemoração: Seminário na Unifesspa retrata os 10 anos de Licenciatura em Educação do Campo

  • Publicado: Segunda, 07 de Janeiro de 2019, 17h50
  • Última atualização em Segunda, 07 de Janeiro de 2019, 17h51
  • Acessos: 417

Educação do campo 2Os alunos do curso de licenciatura em Educação do Campo da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa) foram recepcionados com boas-vindas no Auditório da Unidade III, na Cidade Universitária, pelos integrantes da mesa institucional de acolhida do Seminário: “10 anos do curso de Licenciatura em Educação do Campo na Unifesspa: os desafios atuais nos provocam para uma resistência coletiva”.

Eles também participaram de uma apresentação denominada de “Mística” - momento em que foram trazidos elementos da conjuntura política do país. Durante a apresentação, retratou-se o número de ministérios que foram reduzidos, o fechamento da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi) – que era um órgão importante dentro do Ministério da Educação, entre outros temas pertinentes ao curso.

Os graduandos em Educação do Campo também participaram de uma Mesa de Debates na qual eles fizeram uma leitura sobre tudo o que está acontecendo em âmbito regional e nacional com o objetivo de pensar como a Licenciatura em Educação do Campo vai lidar com os desafios apresentados, refletindo sobre tudo o que está acontecendo em nosso país.

Os discentes interagiram na Mesa de Debates que teve como tema: “Movimento Político, Pedagógico e Epistêmico em Educação do Campo: desafios e perspectivas frente ao cenário atual brasileiro”. O professor Evandro Costa de Medeiros (Unifesspa) e Maria Raimunda César (MST) foram os convidados com mediação de Alice Margarida Negreiros. À tarde houve atividades de socialização das pesquisas socioeducacionais nas turmas.

Há quase trezentos estudantes de Licenciatura em Educação do Campo na Unifesspa, distribuídos em 13 turmas. Os alunos vêm de 23 municípios dos estados do Pará, Maranhão e Tocantins, sendo eles de várias localidades rurais, pequenas vilas, áreas de assentamentos, acampamentos, comunidades indígenas, quilombolas, além de ribeirinhos.

“A própria Educação do Campo se constitui fruto de luta que reivindica o direito de permanecer em seus territórios tendo acesso à educação. A primeira turma que ainda pertencia a UFPA foi formada em 2009. Essa etapa marca os 10 anos da licenciatura em Educação do Campo dentro da Unifesspa e nós faremos um conjunto de atividades para comemorar esse grande marco. Comemoramos este período muito semelhante ao período em que iniciamos – repletos de desafios”, destacou a diretora da Faculdade de Educação do Campo (Fecampo/Unifesspa) Maria Célia Silva.Educação do campo 1

Ainda segundo a diretora, a Unifesspa é uma das poucas universidades no Brasil que oferta as quatro áreas do conhecimento dentro da Educação do Campo (licenciado em Educação do Campo com habilitação em Matemática, Linguagens e Letras, Ciências Agrárias e da Natureza e na área de Ciências Humanas e Sociais).

Após receberem a acolhida para um novo tempo universidade, os alunos participaram de um café da manhã coletivo.

Conheça um pouco mais sobre o curso: O curso de Licenciatura em Educação do Campo da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa) busca produzir, socializar e transformar o conhecimento na Amazônia para a formação de sujeitos do campo capazes de promover a construção de assentamentos, comunidades e escolas rurais visando a uma sociedade sustentável. Nesse propósito, os alunos retornam para mais um período de estudos na Unifesspa.

O curso é orientado pela alternância pedagógica, da pesquisa e do trabalho docente como princípios educativos e da interdisciplinaridade como matriz formadora do currículo proposto pela Licenciatura em Educação do Campo.

A carga horária total do curso Licenciatura em Educação do Campo é de 4.305 horas, divididas em 200 horas de Atividades Livres e 4.105 horas de Atividades Obrigatórias. A duração mínima do curso é de 4 anos e a máxima é de 6 anos.

0
0
0
s2sdefault
registrado em:
Fim do conteúdo da página