Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

GTranslate

pten

Opções de acessibilidade

 
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Unifesspa expande ações de comunicação inclusiva

  • Publicado: Quinta, 06 de Dezembro de 2018, 18h21
  • Última atualização em Segunda, 10 de Dezembro de 2018, 13h07
  • Acessos: 55

Reunião com o NaiaA equipe da Assessoria de Comunicação da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Ascom/Unifesspa) se reuniu com as intérpretes de Libras do Núcleo de Acessibilidade e Inclusão Acadêmica (Naia) Misserlani da Silva Moreira e Carla Andreza Reuter, no último dia 05 de dezembro, para pactuar as ações de comunicação inclusiva dentro da Universidade.

A primeira ação será a tradução do edital do Sistema de Seleção Unificada (Sisu 2019.1) para a Língua Brasileira de Sinais (Libras), com o objetivo de alcançar os candidatos da comunidade surda.

A gravação com as intérpretes Misserlani e Carla Andreza foi realizada na manhã desta quinta-feira (06/12) e a novidade vai ao ar no canal da Unifesspa no You Tube a partir desta sexta-feira, 7 de dezembro.

Para a assessora de Comunicação Laena Antunes, a reunião foi bastante produtiva e operacional, com foco no cumprimento dos objetivos da Unifesspa que é promover a inclusão e a acessibilidade no ambiente acadêmico.

“É importante que nós, seja enquanto Naia ou Ascom, estejamos sempre em diálogo para discutir acessibilidade às pessoas com deficiência e a garantia de seus direitos no que se refere a uma comunicação inclusiva. No caso específico das pessoas com surdez, quando nos propusemos a organizar juntos editais traduzidos para Libras, estamos efetivando, na universidade, um direito garantido à comunidade surda pela Lei Brasileira de Inclusão”, disse a Intérprete Carla Andreza Reuter.

A professora destacou ainda que “no caso do edital do Sisu, os surdos e surdas têm direito de ter acesso ao ensino superior, porém, para tal, precisamos garantir que os mesmos tenham acesso às informações sobre o processo seletivo em Língua Brasileira de Sinais”, concluiu.

0
0
0
s2sdefault
registrado em:
Fim do conteúdo da página