Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

GTranslate

pten

Opções de acessibilidade

 
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Projeto de Extensão: Unifesspa trabalha interdisciplinaridade com foco no ensino-aprendizagem da leitura e produção textual do Enem

  • Publicado: Segunda, 14 de Maio de 2018, 11h57
  • Última atualização em Segunda, 14 de Maio de 2018, 11h59
  • Acessos: 505

Destaque Extensão leituraMais uma ação do projeto de extensão sobre a interdisciplinaridade no contexto do ensino médio com foco no ensino-aprendizagem da leitura e produção textual do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi realizada com os alunos da Escola Acy Barros. O projeto é coordenado pela professora da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa) Maria Christina Firmino Cervera, com a colaboração da professora Patrícia Beraldo Romano, dos professores da Escola Acy Barros - Kátia Batista Alves, Petronila Rodrigues e a diretora - Hila Zoé além do aluno bolsista de Letras (Língua Portuguesa) – Rafael Costa.

O objetivo do projeto é desenvolver com os professores do ensino médio das disciplinas de Língua Portuguesa, Matemática, História, Geografia e Artes – da Escola Estadual Acy Barros, a interdisciplinaridade no que se refere à leitura e produção de textos prestigiados pelos exames nacionais do ensino médio. Para isso, foi firmada uma parceria entre a Unifesspa e a escola para o desenvolvimento de estratégias inter-multidisciplinares de leitura de charges, tiras, textos argumentativos-dissertativos, gráficos, dados estatísticos, textos jornalísticos e obras de artes, além disso, será realizado com os bolsistas e colaboradores do projeto, formação teórica e prática na universidade e na escola foco do projeto.

Os professores da Escola Acy Barros serão acompanhados durante o desenvolvimento do projeto aos alunos. Todo o material produzido será aplicado em oficinas aos professores das diversas disciplinas. Eles também vão elaborar relatórios sobre o percurso do projeto, avaliações e divulgação dos resultados finais em eventos acadêmicos.

O projeto foi desenvolvido pensando-se na dificuldade do aluno brasileiro na leitura e na escrita. O desenho didático para suprir sua dificuldade é vago e impreciso, havendo ainda pouco espaço para interações entre as disciplinas que pudessem provocar uma nova forma de leitura e escrita movimentando novas estratégias de ensino-aprendizagem é que o projeto defende a tese de que é na e pela interação dos conhecimentos que o aluno poderá desenvolver suas capacidades de leitura e de escrita.

Segundo a coordenadora do projeto, Maria Christina Firmino Cervera, ele almeja também aprimorar a articulação entre Ensino, pesquisa e extensão ao possibilitar uma maior integração Universidade-Escola com a possibilidade de favorecer a aproximação entre teorias e práticas pedagógicas com a proposta de interação entre as disciplinas apontadas.

O Enem atribui expressiva relevância à leitura, chegando mesmo a admitir que “a competência de ler, compreender, interpretar e produzir textos, no sentido amplo do termo, não se desenvolve unicamente na aprendizagem da língua portuguesa, mas em todas as áreas e disciplinas que estruturam as atividades pedagógicas na escola”.

As atividades do projeto ocorrerão numa das salas da Unifesspa com o encaminhamento das leituras teóricas, aos alunos, pelos professores participantes do projeto. Pretende-se que essa primeira ação seja sistematizada e documentada com a realização de fichamentos, compartilhamento e discussão das pesquisas entre os membros do projeto.

Serão organizadas oficinas, palestras educativas, atividades experimentais, discussão das teorias de ensino-aprendizagem voltadas à leitura e produção de textos prestigiados no Enem a partir do diagnóstico que os professores trazem sobre a dificuldades de leitura e escrita que percebem seus alunos e mais exposição e o cruzamento de dados dos indicadores nacionais para a compreensão das reais dificuldades dos alunos, as quais são resultados desses exames.IMG 20180511 WA0017

A proposta é de que os acadêmicos envolvidos no projeto se tornem multiplicadores das ciências e também das tecnologias, sobre as quais também vão atuar como ferramentas de trabalho, com isso, eles terão uma experiência formativa de cunho pedagógico a partir da efetiva participação nesses projetos.

“Nós já tivemos três encontros iniciais com os professores e agora nós teremos três com os alunos. Tiramos os alunos da Escola Acy Barros e os trouxemos a um novo contexto - da Universidade, fazendo com que eles já mantenham este contato com a instituição. Eles estão aqui fazendo uma prova. No segundo momento, vamos trazê-los aqui novamente, trabalharemos leitura integrada com as várias disciplinas e vamos aplicar a mesma prova que eles estão fazendo hoje (11/05) só que com uma organização diferente. Vamos comparar, tabular e verificar os resultados que esperamos que sejam satisfatórios. Nosso objetivo é o de desenvolver leitura das questões do Enem, para que ao finalizarmos o projeto, esses alunos sintam-se mais aptos a participarem do Enem que vão se inscrever agora”, destacou a coordenadora do projeto.

O projeto de extensão sobre a interdisciplinaridade no contexto do ensino médio com foco no ensino-aprendizagem da leitura e produção textual do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será desenvolvido até o mês de setembro com a realização da socialização e avalição do projeto pelos envolvidos.

0
0
0
s2sdefault
registrado em:
Fim do conteúdo da página