Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

GTranslate

pten

Opções de acessibilidade

 
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Consun Unifesspa aprova outorga de título de Doutor Honoris Causa ao Frei Henri des Roziers

  • Publicado: Sexta, 13 de Abril de 2018, 16h25
  • Última atualização em Segunda, 16 de Abril de 2018, 17h26
  • Acessos: 1232

Frei HenriO Conselho Superior da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Consun/Unifesspa), em sua primeira reunião ordinária de 2018,  apreciou pautas importantes para a Instituição. A primeira delas foi o pedido do Instituto do Trópico Úmido (IETU) pela outorga de título de Doutor Honoris Causa (post mortem) ao Frei Henri des Roziers.

Este é o primeiro título de Doutor Honoris Causa concedido pela Unifesspa em seus quase cinco anos de criação. A solicitação já havia sido aprovada, por unanimidade, pelos conselheiros do Conselho Superior de Ensino e Pesquisa (Consepe).

Durante três décadas, Frei Henri des Roziers realizou importantes trabalhos no combate à violação dos direitos humanos tanto na região do bico do papagaio quanto no sul e sudeste paraense.

O pedido de concessão do título foi justificado especialmente pelo seu trabalho em causas humanitárias, na defesa e promoção dos direitos humanos de trabalhadores e trabalhadoras rurais e seus defensores, atuando como advogado na Comissão Pastoral da Terra, nas regiões do Bico do Papagaio e sul e sudeste do Pará, durantes três décadas, desde 1980. 

Frei Henri des Roziers se destacou na atuação em casos exemplares na luta contra a impunidade e pela justiça de crimes de assassinatos cometidos contra lideranças de camponeses na luta pela terra, a exemplo do processo que levou o mandante do assassinato do sindicalista de Rio Maria, Expedito Ribeiro de Souza, à júri popular e condenação em 6 de junho de 2000. Outra atuação destacada de Frei Henri des Roziers foi na busca por justiça em relação aos crimes de trabalho escravo.

De acordo com o parecer da relatoria especial do Conselho, o Frei teve atuação decisiva para que o Governo Brasileiro fosse obrigado a reconhecer a existência da prática de trabalho escravo no país. Frei Henri acionou a Comissão Interamericana de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos (OEA), no caso Zé Pereira, o que forçou o Governo a fazer um “acordo no qual admitiu a existência da prática de trabalho escravo no Brasil e se comprometeu a implantar medidas concretas de combate.

Por fim, o documento destaca que a atuação de Frei Henri des Roziers como advogado na Comissão Pastoral da Terra foi decisiva na história da assessoria jurídica da CPT do sul e sudeste do Pará. Nesta sexta-feira (13/04), Frei Henri des Roziers recebe homenagem num evento organizado pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e no sábado (14/04), em Curionópolis, no Acampamento que leva o seu nome – no qual contará com a presença de seus familiares, de representantes da Comissão Pastoral da Terra (CPT), além de pessoas ligadas aos movimentos sociais. 

Homenagem da Unifesspa

Nesta mesma solenidade, a Unifesspa fará a entrega do diploma aos familiares presentes, ocasião em que as cinzas dele serão depositadas no Acampamento Frei Henri, em Curionópolis. Momento que será marcado por muita emoção e homenagens, com a expectativa de reunir milhares de pessoas. Frei Henri faleceu no dia 26 de novembro de 2017, deixando consternada toda a comunidade acadêmica da Unifesspa, que já se mobilizava para conceder a homenagem ainda em vida, tendo iniciado o processo para concessão de um título honorífico a Frei Henri, previsto para acontecer no primeiro semestre de 2018. Mesmo com a lamentável perda, a Universidade manteve a iniciativa em reconhecimento à história e trajetória desta importante personalidade.  

0
0
0
s2sdefault
registrado em:
Fim do conteúdo da página