Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

GTranslate

pten

Opções de acessibilidade

 
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Comitê de Acompanhamento divulga Perguntas e Respostas sobre o novo coronavírus

  • Publicado: Quinta, 19 de Março de 2020, 18h19
  • Última atualização em Segunda, 18 de Mai de 2020, 12h12
  • Acessos: 2712

corona social33A Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará, por meio do Comitê de Acompanhamento do Coronavírus (Covid-19), disponibilizou para comunidade acadêmica e sociedade civil material contendo Perguntas e Respostas sobre o novo Coronavírus (Covid 19).

O conteúdo serve para informar sobre aspectos da doença e como preveni-la, além de orientar servidores, alunos e colaboradores sobre rotinas administrativas e acadêmicas que a universidade está adotando. Confira:

O que é o coronavírus?

Coronavírus (CID10) é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19, após casos registrados na China. Provoca a doença chamada de coronavírus (COVID-19).

Geralmente, infecções por coronavírus causam doenças respiratórias leves a moderadas, semelhantes a um resfriado comum. Porém, alguns coronavírus podem causar doenças graves com impacto em termos de saúde pública.

Qual a diferença entre gripe e coronavírus?

No início da doença, não existe diferença quanto aos sinais e sintomas de uma infecção pelo coronavírus em comparação com os demais vírus. Por isso, é importante ficar atento às áreas de transmissão local.

Por quanto tempo o coronavírus pode ficar incubado?

Período de incubação é aquele que ocorre entre a data de contato com o vírus até o início dos sintomas. A doença pode ficar incubada até duas semanas após o contato com o vírus. O período médio de incubação é de cinco dias, com intervalo que pode chegar até a 12 dias.

Com quais sintomas já devo procurar atendimento médico?

Em caso de sintomas deverá ficar em isolamento domiciliar por 14 dias.

  • Coriza e mal-estar: ficar em casa.
  • Tosse e febre: Unidade Básica de Saúde.
  • Faltar de ar (desconforto respiratório): Emergência.

É importante ressaltar que no caso do novo coronavírus é indicado repouso, hidratação (consumo de bastante água e líquidos e medidas adotadas para aliviar os sintomas, conforme cada caso, como: uso de medicamento para dor e febre (antitérmicos e analgésicos); uso de umidificador no quarto; tomar banho quente para auxiliar no alívio da dor de garganta e tosse.

No isolamento domiciliar, quais cuidados deve-se ter/receber dos familiares?

Nessa condição, a pessoa deve ser mantida em casa, recebendo cuidados como hidratação e repouso. Os familiares devem tomar as precauções já indicadas, como evitar compartilhamento de objetos pessoais, contatos com secreção do paciente e higienização constante das mãos e do ambiente.

Quais as medidas de prevenção? 

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete, por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes;
  • Ficar em casa quando estiver doente;
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo. No caso de ausência de lenço descartável, deve-se cobrir nariz e boca com o braço, na altura do cotovelo, quando espirrar ou tossir;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • Manter os ambientes bem ventilados.

Quais são os grupos de risco?

Idosos, diabéticos, hipertensos, quem tem insuficiência renal crônica e/ou doença respiratória.

O servidor ou aluno pode viajar para ir ao encontro de seus familiares durante o período de suspensão das atividades na Universidade?

Não. Viagens por motivo particular não são recomendadas, mas cada caso deve ser analisado pessoalmente pelo próprio servidor.

Ressaltamos que a suspensão das atividades na Universidade visa atender à recomendação de permanecer em suas residências, evitar aglomerações; e que a manutenção de práticas de bons hábitos de higiene e distanciamento físico são essenciais para a contenção da disseminação da doença.

Dessa forma, o Comitê de Acompanhamento sugere que qualquer tipo de viagem seja evitada, como forma de guarda de sua própria saúde, bem como das pessoas com as quais possa ir ao encontro. Em caso de necessidade de deslocamento, o Comitê deve ser comunicado imediatamente pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

O que deve ser feito caso retorne de locais que estão com casos confirmados?

Tratando-se de caso de pessoas assintomáticas devem ficar em isolamento domiciliar por sete dias. Caso apresentem algum sintoma, esse período deve ser de 14 (quatorze) dias desenvolvendo suas atividades remotamente ou respaldado pela apresentação de atestado médico.

Caso precise comparecer ao seu posto de trabalho, quais medidas de precaução deve tomar?

  • Não permanecer por um período maior de 04 (quatro) horas diárias na Instituição;
  • Evitar circulação de mais de 1 (um) servidor no mesmo ambiente, exceto em casos excepcionais, desde que seja mantida distância mínima de 1 (um) metro, conforme estabelecido pelo Ministério da Saúde;
  • Em atividades que exigirem permanência de tempo maior, ou frequência maior que 2 (dois) dias em uma semana, é necessário que haja revezamento entre os servidores da unidade;
  • Manter bons hábitos de higiene, de acordo com as medidas preconizadas pelo Ministério da Saúde.

Os serviços essenciais presenciais citados na IN 01/2020 serão realizados todos os dias e em horário normal?

Não. Apenas serão realizados presencialmente quando houver necessidade.

_______________

Fonte: Ministério da Saúde

0
0
0
s2sdefault
registrado em:
Fim do conteúdo da página