Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

GTranslate

pten

Opções de acessibilidade

 
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Comunidade comemora início das obras do Restaurante Universitário da Unifesspa

  • Publicado: Sábado, 04 de Novembro de 2017, 13h10
  • Última atualização em Segunda, 06 de Novembro de 2017, 17h20
  • Acessos: 674

RU V 0002Num clima de perseverança e entusiasmo foi lançada, na sexta-feira (3), a Pedra Fundamental do primeiro Restaurante Universitário (RU) da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa).

Contrariando o atual cenário de crise, marcado por restrições ao orçamento das universidades federais no país e escassez de investimentos, a Instituição segue avançando e dá início à construção de um dos mais importantes equipamentos para fortalecer a assistência estudantil. 

A solenidade foi prestigiada por alunos, professores e técnicos administrativos da Unifesspa, autoridades políticas locais e representantes dos deputados federais que colaboraram com emendas parlamentares para alavancar a construção do restaurante.

Com um investimento de mais de R$ 3 milhões, o RU terá 945 m2 de área construída, com uma cozinha industrial com capacidade para preparar até duas mil refeições por turno e refeitório refrigerado atendendo 240 pessoas sentadas. O projeto arquitetônico foi elaborado de modo a contemplar no futuro as outras unidades do Campus de Marabá. A ideia é que a cozinha possa abastecer os refeitórios a serem construídos nas demais unidades, facilitando a logística de acesso dos alunos e garantindo economicidade na gestão do RU.

O contrato assinado com a empresa Muiraquitã Comércio, Construção, Consultoria e Assessoria LTDA estabelece um prazo de 24 meses para a conclusão da obra. Além de recursos próprios, a Unifesspa conta com as emendas parlamentares dos deputados José Geraldo (R$ 800 mil) e Beto Salame (R$ 671 mil). “A Unifesspa foi criada para atender os filhos dos trabalhadores que não tinham condições de sair da cidade para ter acesso à educação superior e ter mais oportunidades de vida. A efetivação da Unifesspa em nossa região significa uma nova possibilidade para essa população historicamente marginalizada. Estamos bastante gratos poder ver essa obra iniciada e que vai beneficiar toda a comunidade tornando a Unifesspa cada vez melhor”, comemorou Igo Silva, coordenador geral do DCE JR.

O reitor Maurílio Monteiro relembrou o processo de construção coletiva do projeto do restaurante, que envolveu professores, alunos, técnicos administrativos da Unifesspa, entre outros profissionais de alto gabarito de instituições parceiras. “Esse momento é muito significativo. É a marca de um esforço coletivo da comunidade acadêmica e da sociedade regional que passa a perceber o quão importante é a universidade pública para a sociedade. Já garantimos metade dos recursos por meio de emendas parlamentares e vamos conseguir concluir a obra com muita luta e resistência. Apesar dos ataques, das graves restrições orçamentárias, a nossa Unifesspa está crescendo, avançando pra cumprir seu desígnio de ser uma grande universidade para atender o povo do Sul e Sudeste paraense”, ressaltou o reitor.

Também compuseram a mesa diretora os estudantes Vinícius Souza e Igo Silva, os vereadores Marcelo Alves e Gilson Dias, representando a Câmara Municipal de Marabá, o pró-reitor de Extensão e Assuntos Estudantis, Prof. Dr. Diego Macedo, o pró-reitor de Administração e Infraestrutura, Prof. Me. Hugo Kurybaiash e Tiago Garcia, representando a Secretaria de Infraestrtura (Seplan), da Unifesspa.  

Com a coordenação da Secretaria de Infraestrutura da Unifesspa (Sinfra), o projeto arquitetônico do RU foi elaborado pelos professores da UFPA José Júlio Lima e Vanessa Watrin. Também colaboraram os professores da Unifesspa Leonardo Brasil Felipe, Thulla Christina Esteves, Rodrigo da Silva Manera, Denilson Costa da Silva e o então pró-reitor de Administração (Proadi), Leandro Ferreira. ao final dos pronunciamentos dos componentes da mesa de honra, o público foi convidado a acompanhar o descerramento da placa, ato simbólico que demarcou o início da construção do Restaurante Universitário da Unifesspa.  

registrado em:
Fim do conteúdo da página