Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

GTranslate

pten

Opções de acessibilidade

 
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Professor da Unifesspa e liderança indígena do Xingu vão palestrar em evento internacional que discute violência e paz na América Latina

  • Publicado: Sexta, 29 de Novembro de 2019, 13h46
  • Última atualização em Sexta, 29 de Novembro de 2019, 19h12
  • Acessos: 304

SeminarioInternacionalPAzO cacique Ak’Jabor Kayapó, importante liderança indígena da região do Xingu, e o pesquisador da Unifesspa, Prof. Dr. Carlos Augusto Carneiro Costa, foram convidados para participar do seminário internacional “Paz: Visiones, Estrategias, Luchas”, que acontecerá no México, no período de 4 a 6 de dezembro.

O evento, organizado pelo Centro Maria Sibylla Merian de Estudios Latinoamericanos Avanzados – CALAS, sediado na Universidade de Guadalajara, na cidade de Guadalajara, no México, contará com a palestra do cacique Ak’Jabor Kayapó, com o tema “Nhy be mē umari mej kam ne mē amī pytã: Inhô mebêngôkre kute ngô bê bytire kam amī it rã ã ne, mē ibê ngôkre kumrej (em português: Nossa paz é nossa luta: a resistência do meu povo Kayapó na região do Xingu da Amazônia brasileira).

Já o professor de Estudos Literários do curso de Letras-Língua Portuguesa, do Campus de São Félix do Xingu, Carlos Augusto, apresentará a palestra “Luta indígena na Amazônia brasileira na narrativa A queda do céu: palavras de um xamã yanomami". 

O professor vem se dedicando a atividades de pesquisa e extensão no contexto da Literatura, envolvendo narrativa e lutas indígenas, tendo desenvolvido diversas ações no âmbito do Grupo de Pesquisa Representações da Violência na Narrativa Brasileira Contemporânea e do Programa de Fortalecimento de Grupos de Pesquisa da Unifesspa.

Em 2017, organizou o “I Colóquio Arte e Estado de Exceção no Brasil: veredas da resistência”, evento que teve a honra de contar com a participação e palestra do Cacique Ak’Jabor Kayapó, destacando a luta de seu povo na região do Xingu. O Colóquio envolveu, ainda, professores e alunos da Unifesspa, dois docentes da Universidade Federal do Pará, Prof. Dra. Tânia Sarmento-Pantoja e Prof. Dr. Augusto Sarmento-Pantoja, além de discentes de outras instituições de ensino da região.

No ano passado, durante estágio de Doutorado Sanduíche na Alemanha, junto à universidade de Bielefeld, o professor teve a oportunidade de ser supervisionado pelo Prof. PhD. Joachim Michael, a quem relatou sobre as atividades de pesquisa e extensão desenvolvidas na Unifesspa.

A experiência chamou a atenção dos pesquisadores do Projeto de Pesquisa “Las visiones de paz: transiciones entre la violencia y la paz en America Latina”, que integra as atividades desenvolvidas pelo CALAS.

“Isso foi determinante para que eu e o cacique fôssemos convidados para o evento. Nossa participação no Seminário contribui para a internacionalização da Unifesspa, dá visibilidade internacional à causa indígena da região do Xingu e produz impacto social afirmativo na promoção dos trabalhos de pesquisa e extensão desenvolvidos no campus de São Félix do Xingu. Nos sentimos honrados em colaborar com este importante evento e temos recebido todo apoio e incentivo da direção do nosso Instituto”, destacou Carlos Augusto, que concluiu recentemente seu doutorado na UFMG, sob orientação do Prof. Dr. Elcio Cornelsen.

O professor ressaltou, ainda, a colaboração da professora Nayara Camargo e do egresso da Unifesspa, Cledson Junior, que colaboraram na mediação com a liderança indígena, Akiaboro. No Instituto de Estudos do Xingu (Iex/Unifesspa), também desenvolvem importantes pesquisas sobre linguística indígena os docentes: Benedito Sales, Edson Gomes e Nayara Camargo. 

Sobre o seminário

O seminário visa discutir concepções de paz, bem como planos e iniciativas no passado e no presente para alcançá-la e fortalecê-la. É possível lutar pela paz e combater a violência? Até que ponto o esforço pela paz pode ou deve admitir zonas ou momentos de indistinção em relação à violência? São algumas das indagações que irão nortear os debates e diálogos realizados ao longo do evento. A programação completa do evento pode ser acessada aqui.

O CALAS foi criado em 2017 por quatro universidades latino-americanas e quatro universidades alemãs com o objetivo de promover pesquisas de alta relevância nas Ciências Sociais e Humanidades, em uma perspectiva transdisciplinar e transregional. Seu tema principal é “Enfrentar as crises: perspectivas transdisciplinares da América Latina” ( http://www.calas.lat ).

O Seminário Internacional "Paz: visiones, estrategias, luchas” é parte deste projeto. No evento serão discutidas não somente propostas acadêmicas sobre a questão da paz e seus entrelaçamentos com a violência, mas ao mesmo tempo estabelecer um diálogo com iniciativas cidadãs e artísticas de paz e com seus representantes.

 

0
0
0
s2sdefault
registrado em:
Fim do conteúdo da página