Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

GTranslate

pten

Opções de acessibilidade

 
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Rede de Saberes promove interação entre Unifesspa e Educação Básica em Rondon do Pará

  • Publicado: Segunda, 13 de Maio de 2019, 15h23
  • Última atualização em Segunda, 13 de Maio de 2019, 17h13
  • Acessos: 206

Rede de Saberes Rondon 01Fortalecimento da interação entre a Unifesspa e Educação Básica. Esse foi o sentimento que envolveu representantes da rede de ensino municipal e estadual dos municípios de Rondon do Pará e Abel Figueiredo e a Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), na última sexta-feira, 10 de maio, durante o evento “Rede de Saberes Unifesspa & Educação Básica”, no Instituto de Ciências Sociais Aplicadas (ICSA).

De iniciativa da Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Estudantis (Proex) da Unifesspa, o evento se propôs a promover espaço de diálogo para o desenvolvimento de atividades que fortaleçam a interação entre escola e universidade.

Em uma mesa-redonda intitulada “Universidade & Educação Básica: desafios para a construção de uma rede de saberes” estiveram professores de ensino fundamental e médio, secretarias municipais de educação e professores da Unifesspa.

Grace Guimarães, professora de filosofia na Escola Estadual de Ensino Médio Dionísio Gomes, de Rondon do Pará, elencou em sua fala algumas dificuldades de estudantes de ensino médio em relação ao reconhecimento do espaço universitário. “Hoje, conversando com meus alunos vestibulandos, eu percebo que eles não entendem o que é uma universidade. Mas, vejo o esforço da Unifesspa para mostrar à nossa região sua importância, de estar aberta ao público e das oportunidades de carreira que ela oferece”.

Elias Oliveira, diretor de ensino na Secretaria de Educação de Abel Figueiredo, destacou em sua fala a importância desses espaços de diálogos para pensar estratégias de melhorias na educação, principalmente neste momento em que o município revê seu currículo. “Antes, corríamos atrás da universidade para estudar e firmar parcerias. Hoje, vemos a Unifesspa presente e aberta para dialogar com a sociedade, com os jovens, nesta rede de saberes, ouvindo vozes múltiplas e plurais”, disse Elias.

Rede de Saberes Rondon 02A Secretária de Educação no município de Abel Figueiredo, prof. Vilma Linhares, falou da parceria com a Unifesspa e lembrou das dificuldades para o acesso ao ensino superior. “Quando eu concluí o ensino médio em 1993, eram 4 horas para chegar a Marabá e a estrada não tinha nem asfalto. Era impensável nossos pais permitirem nossa ida para cursar graduação. Hoje, o pensamento das famílias é outro. Elas pensam em um filho universitário, contam com o incentivo das escolas e reconhecem que a universidade amplia nossos horizontes”, falou a secretária.

Representando a Secretaria de Educação de Rondon do Pará, a prof. Maria da Cruz Santos falou sobre a presença da Unifesspa na cidade. “A possibilidade de ficar em Rondon para cursar o ensino superior na Unifesspa está sendo ressaltada por nós, nos espaços da educação básica, mas, precisamos dessa universidade mais presente para que se compreenda sua importância e possibilidades de carreira profissional”, disse.

Os desafios de cursar o ensino superior e sua aproximação e escolha da carreira de professora em Jornalismo ajudaram Ingrid Bassi a mostrar aos presentes a importância da educação e do espaço universitário como lugar de interação com os outros setores da sociedade. “Leciono há 15 anos, comecei carreira em universidades privadas. Já peguei salas com mais de 80 para dar aulas. Mas, aqui no ICSA podemos fazer um intercâmbio mais próximos, usar a educação como instrumento emancipador e de autonomia aos nossos alunos de agora e para quando eles saírem daqui”, destacou Ingrid.

Rede de Saberes Rondon 03A professora também falou sobre sua trajetória extensionista desde a graduação e o projeto que pretende desenvolver na escola básica junto a outros servidores do ICSA em Rondon do Pará. A ideia é trabalhar a comunicação não-violenta, em especial bullying, homofobia, sexualidade precoce, e outras demandas da Escola de Ensino Fundamental Adolfo Soares, a mais de mil alunos.

O Diretor de Ação Intercultural da Proex, professor Evaldo Gomes Júnior, destacou a Rede de Saberes como espaço de integração e a necessidade de se pensar formas de garantir parcerias e ações frente aos cortes orçamentários na Educação, anunciadas recentemente pelo Governo Federal.

“A vontade da Unifesspa de estar integrada à realidade da região está correndo sério risco. Não temos condições de expandir, inserir mais professores na extensão na educação básica, por exemplo, a medida que não há recursos para fomentá-la”, destacou Evaldo.

No debate após as apresentações dos participantes da mesa-redonda, foram apresentados projetos de extensão que envolvem a educação básica, como o “Empreender Unifesspa”, coordenado pelo professor Rogério Ruas, que já alcançou 100 estudantes. Também, o acesso ao ensino superior com as políticas afirmativas e apoio ao estudante. E, ainda, debates sobre os impactos do corte orçamentário de 13.2 milhões na Unifesspa.

Para encerrar a Rede de Saberes, o ICSA organizou uma programação cultural com exposição de artes plásticas, música, dança e teatro feito pelos estudantes no Instituto e pessoas da comunidade rondonense.

0
0
0
s2sdefault
registrado em:
Fim do conteúdo da página